IMG_6467.JPG
"Para o homem de Deus nada é impossivel"
(Frei Angélico Lipani)

Irmãs Franciscanas do Senhor

A Congregação das Irmãs Franciscanas do Senhor foi fundada em 1885, em Caltanisseta, Itália, por Padre Angélico Lipani. Em 1866 por causa da lei da supressão (quando o estado italiano confiscou os bens dos institutos religiosos), Angélico foi obrigado a abandonar o convento dos capuchinhos em Palermo e retornar a Caltanisseta, sua terra natal. Iniciou ai sua obra fazendo-se presente entre os mais excluídos da Igreja local: entre os mineradores das minas de enxofre, classe rejeitada pelo estado e pela Igreja, junto aos pobres da cidade incentivando a caridade, principalmente do grupo de terciários franciscanos leigos do qual era fundador e diretor espiritual, dando especial atenção aos seminaristas pobres.

Em 1872 foi-lhe confiada a Igrejinha do Senhor da Cidade, assim nomeada por causa da imagem bizantina do Senhor Crucificado, encontrado nos campos por catadores de ervas amargas e por eles introduzida na cidade, para o qual construíram uma capela e deram o nome de “Senhor da Cidade”.

Em 1882 desastres nas minas de enxofre deixaram muitas crianças órfãs. Para socorrer estes pequeninos, em 1883, Padre Angélico Lipani funda o Instituto Senhor da Cidade. No cuidado dos órfãos, Padre Angélico contava com a ajuda das terciárias franciscanas, dentre as quais Giuseppina Ruvolo e Grazia Pedano que desejaram consagrar toda a sua vida à causa do Instituto. Com a consagração dessas duas jovens, em 15 de outubro de 1885 nascia a Congregação das Irmãs Franciscanas do Senhor.

 

6390528.jpg
295017_3709737272138_1617517838_n.jpg
4073754_orig-2.jpg

Fundador da Congregação

Frei Angélico Lipani, homem de elevados ideais, foi um prestigioso professor de letras no Seminário Diocesano, demonstrou sólida fé construindo seu apostolado em favor dos pobres e deixou um grande legado baseado em seus ideais a favor da missão educadora.

Foi fundador do Instituto “ Signore Della Città” para meninas órfas e o Convento dos Capuchinos, hoje, Seminário e a Congregação das “Irmãs Franciscanas do Senhor”. Em 1920, já no leito de morte, deixou sua paterna mensagem: “Fazei-vos Santos”, a qual é respeitada e levada avante pela Comunidade Franciscana do Senhor, espalhadas em diversos países do mundo como Itália, Brasil, Filipinas, Bolívi, Tanzania e Timor Leste.